O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


domingo, 28 de fevereiro de 2010

Verdadeira tradição é o instante, o que nunca foi, é ou será.

10 comentários:

João de Castro Nunes disse...

Esse "instante" pode ser tudo, mas tradição... não é! Não matemos as palavras, como quem mata os touros... sem dó nem piedade, embandeirando em festa... para serpente aplaudir sabujamente! JCN

platero disse...

é ou será
ou

será ou não

Julio Teixeira disse...

Fotografia preto e branco ou colorida.

João de Castro Nunes disse...

Não me entendo com bizantinices! Entre o "é" e o "será" só vejo uma diferença: a que vai do presente ao futuro, em termos gramaticais. O resto... é palanfrório vocabular para matar o tempo ou entreter meninos entediados. Uma espécie de jogo do lego. Já passei a fase! O tempo não volta para trás. Quem dera! JCN

João de Castro Nunes disse...

Caro Amigo Júlio, a que vem vossemecê de máquina fotográfica... em punho? Será possível fotografar o "instante"? Enqunto se apronta ou aponta a máquina... já passou! Assobiem-lhe às botas! JCN

Julio Teixeira disse...

Instante, amigo João, é uma fotografia da tradição, mas nunca foi, é ou será mais que uma fotografia.

Na verdade se pode dizer que se prendeu a imagem que nunca será nada além do "papel".
Mas também o Universo é uma fotografia na Mente do Eterno e passa.

Tudo passa, certamente tudo passa, mas algo segue em frente se o HOMEM eternizou em pensamento uma ideia universal e no coração um sentimento de pura fraternidade.

E para isso nem precisa de tanta filosofia e altas reflexões intelectuais em abstrato.

Afinal, o Universo é simples e tudo nele que ganhe uma forma animada se levanta e caminha.

E como não há nada "desanimado"

O segredo é então o caminho.

João de Castro Nunes disse...

Como conseguiu, caro Amigo Júlio, meter tanta filosofia dentro da sua máquina fotográfica?!... JCN

Magno Jardim disse...

Tradição pá

:)

João de Castro Nunes disse...

Deixa-te de parvoíces, pá! Aprende a falar... como gente grande e fato domingueiro! JCN

Julio Teixeira disse...

Caro amigo João, minha máquina é mágica.
Fotografa sem fotografar. rsrsrsrr
mas a vida ainda é bela para quem sabe extrair o sorriso das fotografias das pedras.

E às vezes até na VERIFICAÇÃO DE PALAVRAS como agora (subsal) se encontra graça e rigor.

Quem erra não publica.

Saúde!