O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 27 de fevereiro de 2010

copo da àgua

'sopra o vento,
sopra o vento lá fora
maior é o vento
que sopra no meu pensamento'

fp, o poeta bagaçeiro ( melhor que o zarolho).

8 comentários:

saudadesdofuturo disse...

Baal,
Ri agora, consigo, melhor: com as suas palavras. Gostei "desse copo de água"!

"maior é o vento
que sopra no meu pensamento".

Esse "poeta bagaceiro" sempre me surpreende (que já esqueci e esqueço em cada dia , tudo o que aprendi. E não foi nada!)

Um abraço, baal.

João de Castro Nunes disse...

Por isso... foi um grande cata-vento, coisa que o zarolho não foi... nem por um momento! JCN

baal disse...

é sempre um gosto ler dois serpentinos bem dispostos. mas, saudades, o jcn anda a perder qualidades será cansaço ou esgotou a imaginação (fausta)?

baal disse...

e já agora saudades o copo era da àgua, já quanto à bebida não digo o mesmo.

saudadesdofuturo disse...

É! O Jota Cê já não é o que era. Agora é Outro!

Quanto à Fausta não me posso pronunciar (senão ela diz que estou sempre em cima dela(sic)...

Quanto à água, baal, não faço mais do que deus (minúsculo), transformando-a em bebida mais... encorpada...)

Um beijo, baal.

Esta serpentina tem con.vivido com pouco humor... :(

Consigo ri e gosto.

Se não tivesse vergonha até punha aqui a palavra que saiu em verificação de palavras: ..... (nããa!)

João de Castro Nunes disse...

Não é falta de imaginação, pá; é falta de matéria. Tudo tão... insípido: nem carne nem peixe! Só carne pescada, como dizia... o outro perante a Santa Inquisição. JCN

Fausta disse...

Se não é carne nem peixe, é molusco.

TVcabo disse...

impotente!