O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

é assim a vida

'uma vez posta casa em ordem, é altura de procurar mulher,a namorada de ulrich nessa altura chama-se leontine e cantava num pequeno teatro de variedades ; era alta,elegante, mas cheia, provocamente apática, e ele chamava-lhe leona'
musil
à saudades,à isabel e aos outros (pois é só nos lembramos da beleza,á luta)

7 comentários:

Isabel Santiago disse...

Ora, Baal, eu Assim não sei o que dizer...ofereço o meu rosto vermelho (sempre ajuda e muito à luta, um rosto não é uma bandeira, mas é uma chama na grande fogueira do mundo)e ofereço as palavras que me visitarão no novo ano (porque agora quase ia ficando muda de vergonha). Ai Baal gosto tanto de Musil, ainda hei-de ter a tradução nova...! E, acredito que havemos de descobrir um Homem com qualidades, por isso vale a pena e, muito, LUTAR!

Bom ano muito especial leitor!

baal disse...

isabel estamos na luta. isabel é nome de irmã .

João de Castro Nunes disse...

Deus nos dê... uma réstea de bom-senso! JCN

saudadesdofuturo disse...

Baal, sempre o encontro se dá a uma janela onde se contempla e se luta de alma com alma, e de vida com vida...à luta, sempre "à luta"...

À janela do mundo, baal, tentando criar na visão utópica da beleza para que se não esqueça a estética...
Ama-se, como Musil, a psicologia da relação da alma humana com outra alma humana.

Saudades também ama a luta, essa luta!
Embora as garras sejam flores, o “leão” do ser está consciente da sua função. A luta é támbém essa utopia (que em mim é um "Jardim de Cor") por pensar que nele começa o “Homem Novo” .

Nele abrindo as janelas e as torres para contemplar a beleza que ainda flutua na mais decadente, doente, manipulada e sem ânimo, sociedade que os tempos têm conhecido… Não é assim que tem sido, sempre, na decadência dos povos... ou dos novos? ;)
(Sempre o riso...)

Atitude consciente de uma estética utópica e necessária (para a minha respiração poética e vivida) à edificação do sonho de uma torre possível na impossibilidade do ser.

Um mundo onde a violência seja o estranho e horrível do jardim, onde os leões não se chegam a olhar, já se feriram.

Baal, levou-me em pensamento e raciocínios que apelam e convocam a razão, quando o que gosto mesmo é de me desfazer na beleza. Psicologias femininas... e ruborescimentos... como diz a Isabel (Minha Amiga!).

Na torre norte, Saudades vela ainda a vinda do “homem (com) qualidades”… Essa é outra utopia…

P.S.(Pelo que tenho percebido… nem JCN se safa!… nem o “dono das serpentes”… hahahaa!!!Não digo nada do Baal, mas sei que Apolo não é o seu deus... adivinhei?)

Um beijo a todos e algum "bom-senso" para quem dele precisar...:))

"Eu quero um bocadinho, mas não muito, não, que pode azedar!...

Agradeço os votos, um olhar de ternura a todos.

Paulo Borges disse...

A luta tem uma beleza muito própria, sobretudo quando o é consigo próprio.

Feliz Ano para tod@s!

João de Castro Nunes disse...

A quem o diz... se é que eu sou o visado! JCN JCN

baal disse...

de certeza que o que me estranha são 'apoliniedades', essas são para o 'chato' que sabemos (aguenta-te,jcn).
mas queria dizer-te, saudades, como é belo (bom)aprender contigo.
viva dionis(i)o, à garrafa! brindemos (de manhã é que o dia começa).
bom ano poetisa das torres.