O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


terça-feira, 29 de dezembro de 2009

"Eterno retorno do Amor", por Isabel Rosete

Assim é o Amor
Uma força que move e comove
Despista
Rói
Corrói
Destrói...!

Cego e surdo
Táctil e visual
Move-nos
Para a realidade
Do intolerável
Para o possível
Do impossível
Para o imaginável
Do inimaginável
Para o sonho
Do in-sonhável…

Para o infinito
Do próprio finito
Para a alucinação
Da sensatez
Para a irrazoabilidade
Do razoável
Para as correntes tumultuosas
De um mar sem fim…

Para o ilimitado
De todos os limites
Conscientes
Ou inconscientes.

Assim é o Amor
Uma força tremenda
Gigantesca
Arrebatadora
Desmedida
Enorme.

Assim é o Amor
Sempre dentro de um tempo redondo
De um eterno retorno
Do mesmo e do outro
Com princípio e fim.

5 comentários:

platero disse...

PARABÉNS

pela segurança em saber
o que é o AMOR

bom ANO- NOVO

João de Castro Nunes disse...

Uma boa contribuição... para um dicionário de sinónimos. JCN

Paulo Borges disse...

Bem vinda! Não ligue ao comentador sempre mal disposto...

João de Castro Nunes disse...

É para não destoar do dono... das serpentes! JCN

saudadesdofuturo disse...

JCN!
Impagável a "do dono... das serpentes"!

Acho que já nos acostumámos a si e ao seu "mau feitio". (Olha quem! JCN!)

Não queirais atirar pedrinhas?!
Nem ensinar latim à Fausta?!

Ouvi dizer que te negaste, JCN!
Nem pareces da cepa dos de Góis.

Ou eram licões particulares?!
E nós? não aprendemos Latim?!
O "jeito" que nos faz...;)

JCN! Um ano com tudo o que de bom possa desejar, esse é o meu voto, para si.