O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Feliz Ano Novo a tod@s, inimigos, indiferentes e amigos!




Desejo um Feliz Ano Novo a tod@s - inimigos, indiferentes e amigos - , um Ano, uma Vida, um Mundo e um Universo livres de fronteiras, sejam mentais, emocionais, nacionais, linguísticas, culturais, religiosas, ideológicas, sociais, de sexo ou de espécie! Desejo-me e desejo-vos isso desejando-me e desejando-vos a Realidade, desde sempre livre de si e de todos os demais muros e ilusões que as nossas pobres mentes inventam para se torturarem a si e aos outros.

Sejamos livres, sagazes, amorosos, felizes e contagiantes, como dizia Agostinho da Silva!

E que a Serpente sempre morra e renasça do âmago de nós.tudo.nada!

Saudações fraternas

10 comentários:

baal disse...

bom ano,paulo.
excelente mensagem para um pensamento livre.

platero disse...

Obrigado Paulo

para o meu amigo, que faz uso parcimonioso delas
:
as palavras fazem parte de nós
como a cor dos olhos
ou tamanho e forma
do nariz

Abraço grande de despedida de 2009

Julio Teixeira disse...

Felizes tempos para todos.

Fausta disse...

Um Bom Ano a todos! Pum!

A indiferente

Kunzang Dorje disse...

bom ano a todos!

o indiferente amigo inimigo...

saudadesdofuturo disse...

Ao renascimento da Serpente em cada um de nós e em Todos e em Tudo e Nada.

Sejamos "felizes e contagiantes" é uma boa ideia para cultivar, divulgar e fazer espalhar o novo "vírus"!

Um bom ano, Paulo e... muitos contágios :)

Paulo Borges disse...

Bom Ano à Fraternidade do Livre Espírito, renascida, qual Fénix, das fogueiras da Inquisição!

Valete, Fratres!

Paulo Feitais disse...

E viva a Suprema Soltura!

Um 2010.

E que a vida seja sempre boa!

:)

Julio Teixeira disse...

E Viva um luminoso Texto!

O Divino e o Humano
Sri. Aurobindo


Quanto ao divino e ao humano, trata-se de uma dificuldade fabricada pelo mental.
Deus está presente no homem, e este, quando realiza e ultrapassa suas tendências e aspirações as mais altas, torna-se divino. Quando Ele desce e carrega o fardo cármico da humanidade a fim de soerguê-la, torna-se humano, para ensinar aos homens como se tornarem divinos. Há, portanto, nele um duplo ser: humano visível e divino oculto. E considerarmos o homem, examinando-o somente com a visão exterior, não veremos senão um homem; mas se buscarmos nele o divino, com olhos capazes de vê-lo, o divino será encontrado.
A maneira que têm os homens de fazer as coisas e julgá-las está em relação com o que buscam por um gosto emocional ou uma perfeição humana mental. Quando alguns pensam na manifestação da Divindade, supõem que deva ser de uma perfeição absoluta, infalível nos prognósticos, insuperável nas ciências, nas artes, na política; ou que deva ser um deus etéreo, sem as necessidades e as injunções da contingência humana, mas com faculdades onipotentes. Isto, porém, nada tem de verídico com respeito às manifestações do Divino, com a presença dos Avataras. São errôneas essas conjecturas. Não se ab-rogam as leis eternas. A Divindade manifesta-se e age segundo outro estado de consciência, a Consciência superior da Verdade e a inferior da do jogo da vida; atua consoante os imperativos, da Lei da Evolução, cujos desígnios escapam ao raciocínio humano
Sri Aurobindo

Ana Margarida Esteves disse...

Muito obrigada e um abraço. Que 2010 seja um ano cheio de Luz para todos os seres.