O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sexta-feira, 12 de junho de 2009

Lágrima de Loba (a propósito dos animais)

Deixa-me chorar sem
água, não
agites a cauda
não te aproximes, deixa-me
chorar com água, os olhos
não são muralhas para
este rio.

Não te encostes a mim, não
dances, loba
negra de orelhas caídas e corpo
ondulante, como a mágoa
assola, em vagas, o rio
evasão, por entre
as íris de pedra, pupilas,
sombrias catedrais de cristal.

Minha escuridão, seda,
não chores comigo, granito,
negra de neve
cinzenta, os olhos
não são muralhas nem diques, quebram
com a verdade, água
antiga,
como a tua lágrima
de loba
invisível

em olhos d'oiro.

[Dedico este poema ao meu cão-lobo-fêmea]

6 comentários:

Lapdrey disse...

"os olhos
não são muralhas para
este rio."

Só por estas palavras (que não ouso adjectivar), fico gratificado.

Só por estes lupinos "olhos d'oiro" fico com os meus como "íris de pedra"...

Madalena disse...

Obrigada, Lapdrey. Os lobos têm olhos magníficos. Sou sócia do Grupo Lobo, já estive muito perto deles. Lamentavelmente, os que vivem na reserva nunca mais poderão ser libertados.

Espirrou e disse...

Trazer anjos no focinho...
Que lobo bonzinho!

Madalena disse...

Os lobos não são bons nem maus. São lobos. Esse espirro é uma alergia a anjos ou lobos?

Fraqueza disse...

Gosto de anjos e de lobos. Tal como são. Tal como estão, juntinhos, defendendo-se um ao outro. Anjos com lobos na frontaria; lobos com anjos na frontaria e venha de lá quem vier...

Vítor disse...

Fantástico...