O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


quarta-feira, 3 de junho de 2009

Desafio...

8 comentários:

frAgMenTUS disse...

Obrgda ao Nuno pela 'dica' da imagem, dedico-lhe um especial sorriso...e a todos vós!

Visão disse...

Sorrir é um risco.

frAgMentus disse...

...que eu arrisco.pk não? é energia positiva!

Anónimo disse...

Porque é que sorrir é um risco?

Em última instância tudo é um risco nesta vida!
Pois eu que aprendi a não sorrir - ser sério é mais sério!- tenho uma trabalheira para largar esses condicionalismos sociais e pôr os músculos da face em funcionamento, e agora sou séria mas sorrio!Faz bem à saúde e fico mais bonita!
Na verdade, desconfio daquelas caras demasiado sérias. Onde é que já se viu um sábio taciturno? Há por aí alguns, mas ainda hão-de sorrir!! A elevação, a Iluminação é sempre acompanhada de Ánanda (Felicidade)Vejam o Dalai Lama! Até dá gosto sorrir com ele!E eu não sou budista!

Ah Ah Ah e disse...

O Ven. Ananda disse: “É maravilhoso, amigos, é admirável, como o Abençoado que sabe e vê, um arahant, perfeitamente iluminado, realizou e identificou que há a possibilidade de purificação dos seres, para superar a tristeza e a lamentação, para o desaparecimento da dor e da angústia, para alcançar o caminho verdadeiro, para a realização de Nibbana, onde há o olho e as formas, e no entanto alguém não está sensitivo para com essa esfera, onde há o ouvido e os sons … onde há o nariz e os aromas … onde há a língua e os sabores … onde há o corpo e os tangíveis, e no entanto alguém não está sensitivo para com essa esfera.

frAgMentus disse...

Sutra Surangama

Como é docemente misterioso o som transcendental de Avalokiteshvara!

É o som primordial do Universo...é o abafado murmúrio da maré oceânica subindo dentro de nós.

O seu misterioso som traz a libertação e a paz de todos os seres vivos, que, na sua dor, gritam por ajuda, e dá uma sensação de serena estabilidade a todos aqueles que procuram a ilimitada paz do nirvana.

...e assim poderemos sorrir...
(",)

platero disse...

expliquem-me onde vocês aprendem coisas tão bonitas

ficarei agradecido

frAgMentus disse...

lendo livritos e googlando...falo por mim :)