O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


domingo, 18 de outubro de 2009

O pescador

O pescador pesca
só.

Vive na praia
recôndita.

É
auto-suficiente.

Não é
da sociedade.

Senta-se fitando
o mar.

Ora
ao Criador.

20 comentários:

saudadesdofuturo disse...

Ora! o Criador também acho que não ora ao pescador! Para que será necessário que ele ore a Outrém

melhor mesmo seria...:)
Orar menos e pescar mais!
(Claro que o pescador é uma figura de retória... uma metáfora.)

Mas para quê, Santo Deus?! tanta pescaria!:))

Se o homem já não come os peixes do mar, nem as perninhas... das ditas... santolinhas...

Um abraço, "Pescador"!

P.S. Para ver se não faz enjoar, assim em dísticos seguidos, certos pescadores...de "pérolas"!

(É mesmo brincadeirinha!)

saudadesdofuturo disse...

Não me serve o rifão, JCN!

frAgMentus disse...

pescador de pérolas...heheh...essa é mesmo para o Nuno, Saudades, se bem percebi pela etimologia de um certo nome ;) - ou não?

pescamos não só peixinhos mas tb sereias e afins...afins?!...somos poesia quando somos pescadores, elo uno com o a.mar, as ondas e o céu, em pele impreganada de sal e rosto de saudade...

bj a ambos

frAgMentus disse...

e sim, somos prece ao transcendente que nos (re)toca em cenários tão mágicos como a praia!

Damien disse...

O amor tolda tanto que até entonta.

João de Castro Nunes disse...

Entonta... mas não afronta! JCN

frAgMentus disse...

bom sermos tontos por/com/pelo amor!

Damien disse...

Entonta, que até bifronta.
Em pescaria. De bivalves?

frAgMentus disse...

não, meu querido Damien, mas por acaso vimos um golfinho e foi de facto lindo.

(sei q gosta de comer caracois, bivalves não sei mas samsara-mexilhão não gostamos, certo? mala aguardando ser entregue...)

namaste

Damien disse...

Comeram o golfinho?
Por Tutatis!


Esclarecimento blóguico solene:
dos caracóis apenas como as cascas. Havendo-as, claro. Em geral (e estupidamente,diga-se), não as vendem sem os inquilinos lá dentro.

N.B.
Quanto ao "mexilhão", cada um mexe o samsara como consiga, queira ou lhe apeteça.
Não pode é depois queixar-se: fui "apalpado" ou "comido"!

frAgMentus disse...

ai esses chakras, Damien...tem de os realinhar... noto frieza e não o calor que tanto gosto...ou é só 'teatro'?

comemos o golfinho com o olhar. satisfeito? só para não dizer que houve ausencia de resposta, ainda assim, sem azedume.

quanto ao samsara-mexilhão, feliz ou infelizmente acabam sempre por nos apalpar e comer (ehehhe), é o papel do sofrimento como força-motriz para a nossa evolução espiritual.

ps - um bj amigo

João de Castro Nunes disse...

Bifronta... com dupla ponta! JCN

Nuno Maltez disse...

Saudades: o orar do pescador é dar graças pela beleza/sublimidade da criação e por poder contemplá-la, pela Vida. Abraço.

JCN: ... Abraço.

Damien: o golfinho comeu-nos com a sua singela sublimidade. Abraço.

Frag: Beijo.

Damien disse...

Caro Nuno sublimado. acuso recepção singelo telegrama. abraços.
ass: Damien Dolphin

saudadesdofuturo disse...

Desculpa, Frag.

Ia responder... mas hoje o pc (esse mesmo!) lembrou-se de avariar e não havia bivalve que lhe tirasse a "virótica epidemia" de "... o windows .... não responde).

Depois de tantas ofensas ao meu orgulho no domínio das virtuais tecnologiasminha dignidadade...
lá me lembrei de que talvez precisasse de um anti-vírus...

Não sei se o tal de vírus foi provocado, para alimentar a conta do Bill Gates, ou se também está com gripe castelhana...
Não... estávamos onde...

Tive que realinhar...
Estava mal!

("risótico" tipo em crescendo!))

Os chakras estão de facto um bocado "desengonçados" :)

Olhai pois os golfinhos e as brisas, como convém a dois deuses, e as pérolas das ondas a lamberem a areia.

Por Tutatis (risos e bi-risos), não me atirem graozinhos de areia
que me fazem mal aos olhinhos!

Um abraço para ti e para o Nuno e para o vosso Amor que é (de algum modo outro...) também, o nosso Amor

Outro que seja o Pescador das mesmíssimas outras pérolas.

É belo e bom tudo o que participa do Belo e do Bom.

Mex, mix e remix... também para vós.

saudadesdofuturo disse...

Obrigada, Nuno. Saber agradecer é talvez uma das características que nos chega do oriente.

... e entenda com salutar Amizade o comentário.

O Criador rodeou-se, como se sabe (quem saiba), de pescadores.
Ele mesmo era Pescador e Jardineiro...

Um abraço aos dois e um Sorriso brincalhão.

Nuno Maltez disse...

Saudades, entendo com amizade todos os seus comentários... o Criador rodeou-se de pescadores?! Ah... o pescador de homens...

Saber agradecer não nos chega do oriente, mas da educação que tivemos.

A propósito, obrigado pelos comentários.

frAgMentus disse...

Saudades, tu adoras o mar e o jardim, e sabes colher sorrisos em ambos...agradeço-te o carinho do teu bem-querer que esvoaçou até mim, tal qual borboleta multicolor em mensagem de amor. :)

nuno, outro bj...cósmico! ;)

feliz final de tarde a todos

Damien disse...

Ups!
Acho que me enganei na sala do cinema...

Isto aqui é "As Sandálias do Pescador" ou "A Reunião dos Escuteiros-Mirins"?

Realmente:

"O pescador pesca
só."


(Até à próxima sessão.)

saudadesdofuturo disse...

As parábolas são eficazes ensinamentos...

Meditam-nos e moralizam-nos, tornam-nos transparentes. Sem muros.