O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


domingo, 25 de outubro de 2009

Alegria

§19. Alegria (1). A alegria de viver nasce no interior mais íntimo da 'alma', nessa zona limite onde habita uma substância sem nome. A alegria de viver nada tem a ver com o cálculo do entendimento ou com a análise de custo-benefício da experiência mundana.

Aquele que transporta a alegria de viver vê-se muitas vezes a si próprio como que, involuntariamente, acometido por ela. A essência da alegria de viver é o transbordar. Transmite-se aos músculos, transforma-se num riso expansivo, num afago, numa voz de tom mais solto e vibrante.

A alegria de viver não causa a admiração que, por exemplo, as proezas físicas ou intelectuais suscitam. O tipo de sentimento causado junto de quem a testemunha está mais próximo da solenidade do respeito. Quem é alegre vive numa zona vizinha daquele que é bondoso até à fronteira da santidade. Ambos habitam no reino do dom e da graça.

Viriato Soromenho-Marques, Pontos de Vista

4 comentários:

saudadesdofuturo disse...

Que belo texto, Paulo.
Também ele faz eco em mim!

Essa imensa alegria que é não uma proeza para admirar, mas um dom que transborda de tudo.

Sou eu grata e agraciada de uma alegria que transborda quando leio o texto...

Que bela leitura para se começar o dia.

Um abraço, Paulo.

Anaedera disse...

A alegria reconhece-se e amplia-se sempre que se encontra. Que assim permaneças!

João de Castro Nunes disse...

Passei a vida a ler... um texto a transbodar de alegria paredes meias com a santidade! Graças a Deus! JCN

Paulo Borges disse...

Que a Alegria seja e permaneça em todos os seres!