O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 21 de novembro de 2009

«Taquião»

- Tu que imaginas que é isto?
- ?
- A vida!

3 comentários:

Rui Miguel Félix disse...

Quasicentelha... que arrepio... :)

Passo a publicidade, 28 de Novembro, 21h45, Marinha Grande...

'Pelo sonho é que vamos' título de um poema de Sebastião da Gama dá nome a esta peça de Teatro construída a partir da obra de Raúl Brandão, onde... "Duas Actrizes, duas Mulheres, duas personagens (?) e uma outra, personagem, que as acompanha e conforta e, que também as incomoda, é um músico que unifica o espaço tragicómico e grotesco, onde elas se cruzam e confrontam dentro e fora de um sonho que inevitavelmente nos conduz para o fim - a morte. Elas acontecem em palco como todos nós na vida, num eterno sonho."

Aconselho, não dará por mal empregue este tempo.

Um abraço.



...que curioso... coincidências... :)

Paulo Borges disse...

O que imaginam ser um ponto de interrogação?

Rui Miguel Félix disse...

boa pergunta...
curioso...

um abraço