O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 2 de janeiro de 2010

"O mundo é um ermo onde se movem festas"

- Fernando Pessoa, Rubayat.

13 comentários:

platero disse...

é bom saber que Omar Kayam (?)
tinha vivido 1000 anos antes.
Astrónomo, poeta, matemático - nos intervalos de incontáveis bebedeiras

Próximo da tal genialidade este Kayam
Abraço

Isabel José António disse...

José António:

Neste ano de 2010, que todos possamos dar passos no caminho do discernimento, da mudança de Paradigma do “ter” para o “SER” e começarmos e conseguir ver cada Ser Humano como uma ALMA num corpo físico e não, como até aqui, como um corpo que “tem” uma alma…

Isabel:

Celebremos com gratidão os que nos deixaram em 2009.
O meu desejo para 2010 é de que tenhamos DISCERNIMENTO para distinguir o que é ESSÊNCIAL daquilo que apenas o parece, que tenhamos BONDADE a lidar com todos, inclusive connosco próprios, que tenhamos CORAGEM para respondermos aos Desafios e eventuais dificuldades que surjam, como OPORTUNIDADES de CRESCIMENTO e de SERVIÇO ao BEM COMUM e que se REALIZEM os nossos MELHORES e MAIS BELOS SONHOS!

João de Castro Nunes disse...

Isto dito pelo Feitais ou pelo BAAL era uma patacoada; dito pelo Pessoa,,, é uma demonstração de genialidade! "Porra, senhor abade!" JCN

Helena disse...

eu não diria melhor!
;D

baal disse...

lá vem o pato, pata aqui, pata acolá...
patacoadas são alguns só-netos a metro que eu cá sei,
não há pachorra.

Fausta disse...

Genial...

Julio Teixeira disse...

... e depois das festas, cacos, garrafas quebradas, mentiras que renascem como se fossem verdades...
e já marcada a outra festa, para celebrar o inverno...
Desta feita terá de ser num espaço fechado, para os poucos que pagaram as garrafas e o que originou os cacos da outra festa passada ao ar livre quando não fazia frio...
Até que chegará um dia em que a festa será só de um...
Bem, em cada país!
Mas pensando melhor não em todos os países... Só nas republiquetas...
Ainda bem!

João de Castro Nunes disse...

Francamente... não dá para comentar, a não ser o ambíguo e reticente "genial" da Fausta. JCN

Fausta disse...

Que festinhas deprimentes...

"Não há pachorra!"

Fausta disse...

JCN!

Como se diz "pica-miolos" em latim?

João de Castro Nunes disse...

Ó Fausta, em latim não há expressão equivalente. Só se for em latão. Vou indagar. JCN

saudadesdofuturo disse...

"O mundo é uma festa onde se movem ermos"...
Hummm! já não fica tão bem!
:))

JCN!
Quem é mais louco do que a Fausta?(sorriso para ela)
Diga que sou eu... em "latão"!

Um prazer, JCN!

P.S.Anda por aí alguma nave?

João de Castro Nunes disse...

Prefiro a sua frase, "saudadesdofuturo", à do Pessoas. Sinceramente. Sempre faz algum sentido. Vou por aí, plagiando o duplamente transtagano (de lá e de cá) José Régio.
O resto... não digo, porque de "latão" apenas arranho um pouco, que aprendi com Aquilino. Não dá para fazer um brilharete. A (des)propósito: já leu "O homem da nave"? Aquilo é que é estilo! Autenticamente beirão, ou seja, lusitano dos quatro costados. JCN