O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 16 de janeiro de 2010

Agir não agindo e não agir agindo

A realidade é perfeita mas não a sua experiência pelo homem e pelos demais seres. Por isso há que agir não agindo e não agir agindo.

Quem compreender que compreenda.

10 comentários:

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Borges disse...

Suspendendo-se na aragem.

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Borges disse...

Li em parte os outros, não esse... Porquê?

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Borges disse...

Não, essas duas Histórias que referiste, além de outros mais antigos.

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Borges disse...

Sim. Agora tenho de ir...

Fausta bem!

baal disse...

claro, porque os resultados da acção são os que vemos. mas devemos agir na convicção de agir justamente mesmo reconhencendo a impossibilidade de o sabermos, nesta limitação que somos.
à luta, porque a luta é luta.

Julio Teixeira disse...

A Ação na Inação.
Agir na quietude dos membros para criar na esfera mental sem pensar
com a razão.

Ao contrário, agir com os membros ainda que metafísicos pode ser e geralmente é um não cirar, mas destruir.

Ação em da harmonia com a quietude, ainda que pilotando uma nave bélica.