O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 16 de janeiro de 2010

Vamos organizar exibições de "Meat the Truth - Uma Verdade Mais Que Inconveniente"



Meat the Truth - Uma Verdade Mais que Inconveniente é um documentário apresentado por Marianne Thieme, líder do Partido Pelos Animais holandês, que se assume como uma adenda aos vários filmes existentes sobre o aquecimento global. Tais filmes, apesar de bem-sucedidos no propósito de atrair a atenção do mundo para o fenómeno do aquecimento global, ignoram ostensivamente uma das principais causas desse mesmo fenómeno: a pecuária intensiva. O documentário chama a atenção para essa realidade, demonstrando através de dados científicos que a pecuária é responsável por uma quantidade mais significativa de gases causadores de efeito estufa do que todos os carros, camiões, comboios, navios e aviões do mundo.

A Fundação Nicolaas G. Pierson, produtora do documentário, pretende através dele estimular o debate sobre uma alimentação baseada em produtos de origem vegetal e assim promover hábitos alimentares mais amigos dos animais e do ambiente. É esse também um dos grandes objectivos do Partido Pelos Animais em Portugal, pelo que estamos disponíveis para exibir o documentário por todo o país, em sessões que incluirão também um debate participativo sobre as questões levantadas no mesmo.

Se está interessado em co-organizar uma destas sessões, entre em contacto com o gabinete de comunicação do PPA através do email comunicacao@partidopelosanimais.com Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar . Obrigado.

www.partidopelosanimais.com

7 comentários:

platero disse...

a fonte principal de gases com efeito de estufa no Brasil não é a queima de combustíveis fósseis produtores de CO2. Mais do que todos os milhões de automóveis,tratores,aviões, comboios - a produção intensiva de animais, através libertação de metano constitui a maior fonte de poluição da vasta e rica região

abraço

Paulo Borges disse...

É isso, Platero, é essa a verdade mais que inconveniente que é preciso denunciar.

Abraço

Julio Teixeira disse...

Certamente, a dita Carne ou Boi verde é na verdade uma indústria de gas metano.
Não só da região, mas talvez do mundo.

Embora 7% seja o total da obra humana nessa área de emitir gases.

Julio Teixeira disse...

Mas também este artigo cumpre.

Julio Teixeira disse...

Por Antônio Ribas Paiva

Na Flórida os termômetros marcaram até 3 (três) graus negativos, a Europa enfrenta 45 graus negativos, mas a humanidade comprou a falsa premissa, que o mundo estaria em processo de aquecimento.

Basta uma única erupção vulcânica para expelir na atmosfera mais CO2 do que toda a frota de veículos nos últimos 100 anos. O CO2 é essencial para a produção de alimentos. Mas foi “eleito” o vilão do aquecimento global inexistente.

A consciência ecológica é aprimoramento de costumes, mas, não pode embasar-se em falsas premissas, como ocorre.

Os conceitos são fundamentais para o raciocínio lógico com base na realidade.

Um esquizofrênico pode desenvolver um raciocínio brilhante, mas, partindo de falsas premissas, chega a resultados absurdos; conseqüência da sua doença.

Grande parte da mídia, utilizando técnicas de manipulação do psicossocial urdidas no Instituto Tavistok de Londres, participa da guerra psicológica contra a humanidade, para emparedar a inteligência, das pessoas bloqueando o seu raciocínio a partir de falsas premissas.

Ao vender falsas premissas à humanidade, os controladores mundiais impermeabilizam a sociedade às informações verdadeiras, impondo ao mundo o surrealismo esquizofrênico.

A partir desse processo, que podemos chamar de esquizofrenia coletiva, as mentes sociais são dominadas, para votar nesse ou naquele, comprar isso ou aquilo e rejeitar a verdade.

Esse processo permeia todas as classes sociais e escraviza as pessoas, submetendo-as à vontade de quem as pretende controlar.

Compete aos não hipnotizados encontrar códigos de acesso às mentes e desmistificar falsos conceitos, libertando as pessoas da escravidão coletiva, tão ao gosto dos déspotas.

Antônio José Ribas Paiva, Advogado, é presidente do grupo de estudos estratégicos União Nacionalista Democrática (UND).

Paulo Borges disse...

Pois é, a poluição é uma invenção dos tiranos e os nacionalistas é que têm razão...

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.