O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


terça-feira, 12 de janeiro de 2010

HOMOSSEXUALIDADE


há quem aproveite
-não tenho nada contra
são nulas as reservas

mas natural
natural não é

de contrário
Deus para povoar o paraíso
teria começado por criar

ou dois Adões
ou duas Evas

16 comentários:

Coelacanto provoca maremoto disse...

pois, foi assim que Roma caiu e a Alemanha perdeu a guerra.

baal disse...

isso era se deus existisse... quero dizer se o jcn/fausta existisse (no singular como deve ser).
elementar caro (supra)camões

platero disse...

BAAL

seguramente nem Adão nem Eva existiram, fabricados muito menos por um ser superior a que os crentes chamam Deus.
Como justificar tão imperfeita obra aos olhos da humanidade de hoje, quando, p.e., agora mesmo se suspeita da existência de milhares de mortos no Haiti, no rasto de um Sismo potente, cujas consequências são reconhecidamente mais gravosas
pelo facto de se tratar de um país de pobreza extrema.
Achas que sim, BAAL, que eu acreditaria nisso?

abraço

Fausta disse...

Querias ter o poder de fazer dos outros o que és! Querias!

Fausta disse...

JCN não é Fausta! A insistência é um problema de poesia ou de identidade?

Fausta disse...

Sim Baal. Lendo-te, como justificar tão imperfeita obra?

baal disse...

platero segundo leibniz podia ser pior.
porque deus de certeza que criou o melhor dos mundos possíveis.(como ser é evidente que deus é uma catástrofe)

abraço

fausta
tens que assistir ao filme do copola, onde uma das peças de cabaret é 'fausta' a pior representação do mundo.
e já agora é da imperfeição que se constroí o mundo, não de métricas apolíneas que nem a forma elevam.

Fausta disse...

Hum... O rumor... Que delícia...

Julio Teixeira disse...

caro Platero,
nada contra nem a favor também...
Mas como diz o ditado: cada um faça com o seu o que quiser, com ou sem lubrificante.
rsrsrsr

platero disse...

Julio Teixeira

Esse o meu ponto de vista: cada um deve ser livre de fazer o que entender, desde que não colida com a liberdade dos outros.
Quando entendi, talvez abusivamente, postar esta breve mas cheia de actualidade reflexão - já sabia que ia dar um chuto no vespeiro em pleno mês de Agosto. Terá sido um risco calculado. E os resultados não se fizeram esperar. Amiga minha lésbica, do Brasil, saltou de imediato com o recado:
" esperava tudo menos encontrar isso escrito aqui..."

Não sei se as pessoas exigem que eu
além de não condenar considere o facto natural.
Mas será mesmo natural?

platero disse...

Fausta
tivesse eu o poder de fazer dos outros o que quisesse, tudo deles faria menos cópias de mim. Digo-te mais:
nem a melhor das minhas características ousaria transferir para os meus produtos, juro

Fausta disse...

"tens que assistir ao filme do copola, onde uma das peças de cabaret é 'fausta' a pior representação do mundo."

Baal in "O pior casting para o melhor insulto"

Não me confundas o gesto!

Única pena: em cada dois homossexuais (masculinos) perdem-se dois membros preciosos que poderiam ser devidamente rentabilizados no mundo feminino. Para além deste evidente desconsolo, nada contra.
De resto, gosto de poesia!

platero disse...

das mulheres já eu não digo o mesmo:
alguma prática preparatória de homossexualidade exacerba-lhes a libido.
Mas não sou perito

baal disse...

pois... em cada poetisa perde-se uma amante o que é pena. pela escrita parecem interessantes, na realidadade muito fugitivas e 'medricas'.
é assim a vida e é triste.

Fausta disse...

Palhaço!

baal disse...

pantomimeira!