O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sexta-feira, 4 de setembro de 2009

luz
















14 comentários:

Fónix disse...

Já não aguento mais! Mais uma musiquinha destas e entro em tratamento.

Tampões Tampax disse...

Ó que alívio!

Chaplin disse...

Tenho saudades do mudo.

parasensorial disse...

Fónix, só tu te obrigas a carregar no play. Fim de transmissão.

parasensorial disse...

Já repararam que provavelmente há uma série de vós que são uns inúteis que se limitam a vir para este blogue achincalhar sem fazer nada de produtivo ou tampouco de improdutivo? Sinceramente, esses de que falo, para mim, tenho-lhes em conta duas palavras: não prestam. É que não prestam mesmo. Ainda se fizessem críticas construtivas e informadas, ainda que negativas, mas não, vêm para o puro gozo. Continuem a gozar, até ao dia em que morrerão a gozar sem nada terem feito na vida. Palhaços. Mas descansem que escrevo isto não por me chatearem, porque o vosso escárnio revisteiro não m etoca minimamente, mas como abre olhos. "Levantem os cornos da palha ó carneirada mole!".

julio disse...

Isto nem musiquinha não é...

parasensorial disse...

Faço o que gosto e gosto do que faço.

"Sleep in peace when the day is done that's what I mean".

Mais outra crítica não construtiva, que ao invés de me tirar pica e garra para continuar me dá mais.

E o álbum chegará e aí será uma roda que a vossa releza não conseguirá parar.

Não me canso de ouvi-la.

Com os melhores cumprimentos.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Paulo Borges disse...

Parasensorial, tens toda a razão! Continua.

Abraço!

baal disse...

abaixo o sensorail viva o para-pente.

baal disse...

abaixo o sensorail viva o para-pente.

João de Castro Nunes disse...

É o que te espera. ó FAUSTA: ou evoluis... ou morres! Pela boca... morre o peixe. E não só! :JCN

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.