O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


quinta-feira, 24 de setembro de 2009

"Não te satisfaças com o programa de um partido: inventa melhor"

- Agostinho da Silva, Pensamento à Solta, Textos e Ensaios Filosóficos, II, p.153.

6 comentários:

João de Castro Nunes disse...

Talvez o dos cães... seja o melhor! Vou pensar nisso! JCN

luis santos disse...

"Eu não quero ter poder,
mas apenas liberdade
de falar aos do poder
do que entenda ser verdade."

Agostinho da Silva

João de Castro Nunes disse...

Alinho. Em absoluto. Viva Agostinho da Silva e quem o truxe à colação! JCN

platero disse...

não estudei Latim, haja quem corrija o que vou escrever sobre o que gostaria fosse o meu partido:

Omniae Omnibus

O melhor para todos? Se existisse, não só votaria como seria militante

abraço

Damien disse...

O senhor doutor deve estar a tomar conta dos caezinhos, Platero. Lá do partido que vai formar, pois não leio?

Teve a gentileza de incomodar-se em dizer-nos que foi pensar nisso. O que já tem uma coisa boa: pensou!!
Isto está a ir...

Pode não ir com latim, mas vai com latidos.

baal disse...

domingo dá voz aos animais, vota nestes políticos