O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Aviso

Devido a este blogue estar a ser atacado de diversos modos - o que é o óptimo sinal de que incomoda muita gente - , a partir de agora fica fechado aos não inscritos.

Quem desejar participar deve solicitar-me um convite. Quem vier porém para insultar ou usar palavras indignas será imediatamentre expulso.

Exorto a que façamos disto uma segunda vida para a Serpente, procurando a maior qualidade naquilo que aqui publicarmos, seja em posts, seja em comentários.

Não vejo problema algum em manter-se a fantasia, usando identidades fictícias, que são bem vindas. Apenas não permitirei insultos e ofensas.

Saudações serpentinas e emplumadas

2 comentários:

Rasputine disse...

Este blog é que é um ataque... A quê? Vejam o que vos torna mais infelizes e adivinhem.

frAgMenTUS disse...

concordo plenamente, Paulo.
namastê