O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 5 de setembro de 2009

Amanhã, RTP 2, às 10 h 00

Amanhã, na RTP 2, pelas 10 h 00, o programa "Nós", do Alto Comissariado para a Imigração e o Diálogo Intercultural, passa uma entrevista comigo sobre o curso de especialização "Filosofia e Estudos Orientais", na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, bem como sobre as actividades da União Budista Portuguesa.

As inscrições para o referido curso, bem como para outro, sobre "Filosofia e Literatura na Cultura Portuguesa", foram prolongadas, devido ao grande interesse, até 18 de Setembro. Informações: 217920000 (pedir para ligar à Secretaria).

21 comentários:

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

O negociozinho de venda de santinhos vai de vento em popa.

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
observador disse...

Paulo, ainda te virás a arrepender de teres formado o MIL, eras respeitado, agora és visto como um pateta. O blogue da Nova Águia é um grande palco onde te tens exposto, e vai haver repercussões. Podes apagar, sabes que tenho razão.

Apagador disse...

ZZZZZZZZ

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Observador disse...

Vá e diga o que tiver a dizer sem papas na língua.
Seja sempre você mesmo, pouco importam os palermas de plantão coroados ou não.
geralmente essas coroas são de lata, que as de ouro pertencem aos reis que fizeram história.

João de Castro Nunes disse...

O problema, ó FAUSTA, de estares arrependida e em sofrimento, é simplesmente teu. De resto, nada tenho a ver com terem-te posto fora do paraíso! Arranja-te como puderes! Quanto ao poema... tem dó! Afina primeiro o cavaquinho. JCN

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Borges disse...

Caro Observador, só apago ataques grosseiros aos outros e comentários com palavras indignas. Quanto ao resto, já me arrependi de ter criado o MIL, mas pateta é quem lá ficou. Agora que me respeitem ou não, pouco me importa.

parasensorial disse...

Fausta: tu percebes de música. Por que vens aqui dizer tonterias?

parasensorial disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
parasensorial disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
parasensorial disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Castro Nunes disse...

De que é que percebes, afinal?!... JCN

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Castro Nunes disse...

Bem me parecia! JCN