O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Toque d'infinito




13 comentários:

platero disse...

o Mar e o Céu
dois ramos confundíveis
de infinito

beijo

Anónimo disse...

"Um pouco mais de sol - e fôra brasa,
Um pouco mais de asul - e fôra alem!
Para atingir, faltou-me um golpe d’asa…
Se ao menos eu permanecesse aquem…" ( Mário de Sá Carneiro)

Anónimo disse...

aquem de ti...perto de mim
em infinito,azul

Vergilio Torres disse...

Olha olha... que giro! Esse poema traz-me tantas recordações!

Quasi que adivinhava :)

Mas deixo aqui, a minha proposta para a fotografia.
Ora deixa cá ver... deixa cá ver... Já sei!

Tem mil anos uma história
De viver a navegar
Há mil anos de memórias a contar
Ai, cidade à beira-mar
Azul
...

Sétima Legião

*Fotografia bonita:)

frAgMenTUS disse...

obrigada, amigo
nem imaginas como adoro 7ªLegião, mal te li agora, pus-me a entoar a música...
obrig :)

abraço tb p/Platero

Anónimo disse...

eu peço à noite um sinal de ti quem nunca esqueci

puto disse...

Isto é demasiado místico... Prefiro comer batatas fritas.

Anónimo disse...

haha então come e empaturra-te, a época até é propícia a isso haha

Nada de Interessante disse...

Ao puto e a todos aqueles que veneram a batata frita:

"Amigas e amigos, trago-vos a batata frita! Quantos de nós já nos maravilhámos e babámos perante tal vegetal frito em óleo? Quantas histórias e mitos originou por todo o mundo?
Oh beldade das beldades! Vens tu de tantas formas e feitios como as nuvens que cobrem os céus! O teu dourado ténue que resplandece como se o sol fosses! A tua inigualável combinação com todo o tipo de alimentos é tão natural como o movimento migratória das aves! Vem, oh vem. Ilumina os nossos dias com o teu belo dourado. Vem... Mergulha teu corpo em óleo Fula e vem trazer mais um pouco de alegria aos nossos dias!
Oh rainha dos acompanhamentos! Tal é a nossa pequenez em vista da tua grandeza que se me revolta o estômago! És como os colossais titãs que outrora habitaram a terra dos homens! O cantar das belas valquírias só é superado pelo suave som do teu corpo a estalar!
Homens mortais! Que os nossos corpos se curvem e que as nossas palavras de louvor seja ouvidas mesmo nos confins mais remotos do mundo! Oh batata frita...não somos dignos de ti!"

frAgMenTUS disse...

confesso q nunca pensei q o foto destas pudesse suscitar uma espécie de "ode à batata frita" mas quem a fez, até tem piada...rs

frAgMenTUS disse...

q uma foto (rectifico)

Devoto disse...

Ó Batata Frita antiquíssima e idêntica, salva-nos de comermos outra coisa que não o teu Corpo aúreo e estaladiço!

frAgMenTUS disse...

...da infinitude da batata frita...

:/