O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Poema religioso escrito a 27/4/2005 tinha eu 12 anos

O diabo está em cada esquina
literalmente
o diabo existe para castigar
deus existe no mar
onde tudo dorme e nada.

8 comentários:

frAgMenTUS disse...

"deus existe no mar
onde tudo dorme e nada" - q lindo!

loki disse...

Viva o diabo, sem o qual deus não seria!

puto disse...

Grande poema! Porque não fazes dele o texto de uma nova revelação? Eu seguia-te, desde que me deixasses comer batatas fritas.

Chili disse...

Ès muito novinha, senão com um poema desses chamava-te um figo...

Sertão Místico de Rosa disse...

"Encontro-me diante de uma grande porta pesada que está se fechando.
Isso se dá num rítmo compassado, e conta-se assim: '1, 2, 3, ...'. No instante em que a porta vai se fechar, num milionésimo de segundo, o Diabo passa por ela, sorrateiramente, e então ela se fecha no compasso de número 4." Lá do outro lado da porta, ela diz, "sei que é a casa de Deus. E agora sei, também, que Deus e o Diabo se encontram ali reunidos."
Guimarães Rosa

G. Rosa disse...

Sertão é onde manda quem é forte, com as astúcias. Deus mesmo, quando vier, que venha armado!

Anónimo disse...

sou deus e tenho o diabo no corpo!

Anónima disse...

Sou diaba e tenho a deusa na corpa!