O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 27 de dezembro de 2008

ambiente invertido

7 comentários:

interrogativo disse...

O que não é invertido? Não o é o próprio ser?

Inês disse...

O ser não sei. Mas o bidon de lixo invertido expressa admiravelmente a inversão do mundo humano, a natureza voltada ao contrário, a si mesma avessa e adversa.

Lapdrey disse...

Com a minha concordância quanto ao restante do que escreveu, Inês, eu apenas diria que a natureza está virada do avesso porque o homem do avesso se virou.

O modo como afectamos as coisas e a realidade delas está hoje suficientemente explicada para que ainda achemos que não somos interiramente responsáveis por tudo quanto façamos, pensemos, digamos ou ajamos, e apenas nos achemos vítimas do que vemos à nossa volta.

Mais do que provável é que o menor pensamento, os mais leves sentimento ou emoção, tenham repercussão no fluxo global e na subjazência da intrincada, e para nós inabrangível, teia de tudo quanto constitui mutação no universo.

Na verdade, poderíamos até dizer que somos não dispiciendas linhas ou trigramas desse
incomensurável I Ching do Universo, Livro das Mutações cósmicas.

N.B. No entanto, não tenho a certeza se a questão, levantada (não sei se ironicamente) pelo nosso amigo Interrogativo, não contém também uma interessante relevância, a ponderar-se.
É o que tenciono fazer.

platero disse...

só deixar bem direitinhos votos de um Ano Novo muito bom
muito escorreito
muito epistolar (de pistola? - Não)
muito farto
um grande ano
um ANÃO

directo do Divor,abraços

Anónimo disse...

Afinal é tudo puro!

long disse...

Afinal é tudo sem fim.

Lapdrey disse...

Afinal , é tudo "Long-mente" anónimo...