O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sábado, 19 de junho de 2010

SER AMARGO

a marca que um ilustre anónimo
coloca
"a fogo"
na minha modesta criatura

foi posta a ti
por milhares de portugueses

:

"não sabia que o PLATERO
era comunista.
Fiquei agora a saber"

9 comentários:

platero disse...

Ah, este apontamento é para BAAL, que bem triste deve estar pela morte de seu grande CAMARADA

abraço amigo

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
platero disse...

olá seu Fausta

como é possível ser só eu a descobrir
quem você era

abraço

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marta Gil disse...

O Sr. Cavaco não presenciou no funeral porque Saramago um dia pronunciou que este era o génio das banalidades. Acho que prefiro que não vá, do que ir por hipocrisia.

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marta Gil disse...

"É claro que nenhum hipócrita foi ao funeral..."

Com esta ganhou-me :P

platero disse...

MARTA GIL

curiosidade minha

o que significa o P final?

Marta Gil disse...

Se rodar o :p para a direita verá uma expressão (dois olhos e uma língua de fora), não no sentido gozão ou depreciativo. É difícil de explicar, uma alusão das novas gerações um bocado idiota que visa dar um sentido simpático e que se pega como a tosse.