O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


quarta-feira, 3 de março de 2010

para acabar com o capitalismo(criar na prática)

'...obviamente, é difícil, angustiante, mas também muito vivo. porque alguma coisa está em vias de ser criada, com todas as confusões e os sofrimentos de uma criação prática.gd

11 comentários:

Fausta disse...

Um monstro será criado e vai-te comer!

baal disse...

pois é. o caça-fantasmas i ou ii?

Fausta disse...

Sei lá o quisso é! Deixa-te de tretas que não caças ninguém! Muito menos uma atiradora furtiva como eu. Ah ah ahah

baal disse...

já me tinhas dito. na bósnia vi muitas como tu. e nunca falhei.

Magno Jardim disse...

Catarse iii

:)

Fausta disse...

Tu lá sabes onde andas mas cá, vais falhar.

Magno Jardim disse...

Não se te der uma dentada primeiro.

:)

Abraço

Fausta disse...

Para isso era preciso eu existir. Como sabes, tudo é ilusão.

Magno Jardim disse...

Depende dos olhos que vêem e do coração que sente

:)

Fausta disse...

Magno, Magno não te derretas por mim.

Magno Jardim disse...

E agora,

Passarei eu de uma ilusão criada por tudo para precisar de existir ?