O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


terça-feira, 2 de março de 2010

mais uma vez (para lembrar que é preciso clarear)

'nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
define com perfil e ser
este fulgor baço da terra
que é portugal a entristecer-
brilho sem luz e sem arder,
como o fogo-fátuo que encerra.

ninguém sabe que coisa quer.
ninguém conhece que alma tem.
nem o que é o mal nem o que é o bem.
(que ânsia distante perto de chorar?)
tudo é incerto e derradeiro.
tudi é disperso, nada é inteiro.
ó portugal, hoje és nevoeiro...

é a hora!

valete, fratres


fernando pessoa, mensagem,iii os tempos, quinto, 'nevoeiro'

9 comentários:

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Castro Nunes disse...

Hora de quê, pá? Da costumada bagaceira?!... Depois das libações... surge o "nevoeiro": lá volta o D. Sebastião para realizar o prometido "Quinto"! Tens piada, pá! JCN

João de Castro Nunes disse...

Mas, se não fosses tu, pá, a serpente podia fechar a loja... por falta de freguesia. Já quase tudo... desarvorou. Por mim... estou a fazer as malas. Um tédio! JCN

baal disse...

é verdade jcn. retiro-me mas...algumas polémicas mostraram alguma 'poesia' e inteligência. lugares para combatermos é o que não falta.

viva josef. abaixo joão. até à próxima pá.

baal disse...

é verdade jcn. retiro-me mas...algumas polémicas mostraram alguma 'poesia' e inteligência. lugares para combatermos é o que não falta.

viva josef. abaixo joão. até à próxima pá.

Anaedera disse...

Certo é que o nevoeiro se levanta à primeira luz do sol, ardente...

Magno Jardim disse...

E porque não ?

Onde é que estão os que andam perdidos e não se encontram ?

E onde é que estão os outros como nós com a consciencia para actuar ?

Estamos aqui, e em frente daqui seguimos, e se não fossem eles mesmos que seria de nós ?

Lanço a minha questão, e nos céus nos ergamos para que toquemos a terra na companhia de nossos irmãos para que despertem deste sonho adormecido.

À luta, Às Armas
Pela Pàtria
Pelo sonho das eras Português
Por nós
Livres de alma
Espirito
Ofegantes de Liberdade.

Além Mar
Além frontreiras..

Vazios de nada
Cheios de tudo.

Rui Miguel Félix disse...

"Molto istérico"

Tão próximo da nossa melancolia.

João de Castro Nunes disse...

Que barbaridades! JCN