O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Convocatória

Precisa-se urgentemente de uma nova geração de amigos da realidade, que adorem ver as coisas como são, para além de todos os juízos e conceitos, e que amem imparcial e incondicionalmente todos os seres e tudo, homens, animais e todas as vidas invisíveis, o ar, a água, a terra, o fogo, o planeta, o inteiro universo.

Tu podes ser um deles! Precisamos urgentemente de ti!

9 comentários:

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
arKana disse...

cá estou :)

MeTheOros disse...

Bem me parecia que esta coisa que dá pelo nome toltequeiro de "Serpente... bla bla bla" era mas é uma agência de empregos!
Pooois...!

Mas não percebi este novo modelito de anúncio.
Então e a referência e o contacto, para a malta responder?

Só percebi a coisa desde "Precisa-se" até "urgentemente".

O resto deve ter sido ou um "bug" qualquer, ou então um copy/paste (em português de C+S: "cabula/pespega") tresmalhado.
Só pode.

Também não percebi a quem se referia o tu e o ti.
Embora tenha gostado daquilo do "Precisamos urgentemente de ti!"

Sabe bem ouvir estas coisas, "pá"!
Só por isso valeu.

P.S.
Ah, e já me esquecia...
"(Eu também) cá estou!" :)

Não sei é onde é isto do "cá" e o que seja "isto" que está neste cá.
Logo se vê!
Pode ser que nem interesse para nada.

Flávio Lopes da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flávio Lopes da Silva disse...

viva!

podes contar comigo e, tomara que atrás de mim fique um rasto a perseguir.

grande abraço

paladar da loucura disse...

no teu rasto, no do Flávio, no do resta em silêncio, conta comigo.
Abraço
Ethel

Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fausta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
optimismo em construção disse...

Deixo aqui as palavras da minha amiga Isabel (http://inescrever.wordpress.com/)que tentou várias vezes comentar, mas não conseguiu
“quero acreditar que não chego atrasada, ou as coincidências não me trariam aqui...
apetecia-me que fosse mais simples para mim o que com simplicidade senti, quando li esta "convocatória".
Senti um sim a cada palavra, uma vontade interior antiga, aparentemente escondida, profunda, mas conhecida... que no apelo fazia sentido e pedia sim.
Pode ser que o mesmo instinto ou conhecimento profundo, mesmo coberto de brumas, me digam o caminho, ou me ensinem como corresponder, ou responder à convocatória tão genuinamente sentida... como uma chamada
...mas… e se o não souber, ou me perder no caminho?”