O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Encadeamento (em cada mente)

 
E à frente, 
uma janela tremente
que se abre fremente
numa outra janela em frente.

Chefchouen, 28 de Dezembro de 2009 

5 comentários:

Maria Sarmento disse...

Tão feliz por nos trazeres estas janelas "trementes"(não tremidas:)) e por chegares num dia de muito Sol.

Abraço (destes braços)

MeTheOros disse...

: defrente
: defronte

\\de fronte \\de frente

# de rente
# de ante

de ante
||
do ente

diante:doente
|rente ao entre|

temente
tem ente

trementetrementre

fremente
freme entre
à frente
à entre


##
(metheoros, abraç ante e abraçentre:
sorrid'entre!)

rmf disse...

Abraçar-vos de contente! :)

(acho que esta piquena passagem foi das coisinhas mais bonitas que escrevi)

hei de escrever sem palavras

um abraço

Maria Sarmento disse...

"Abraçar-vos de contente!"

(A "foto" mais bonita que(vos)tirei! ;))

abraçada mente
tremeluz entre,
vossa.
Feliz ente!
Dissolv ente!
"defronte"
"defrente"
...

Anaedera disse...

Já escreves Rui.
Bj